A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta quinta-feira a detenção de três homens, irmãos, pela presumível prática do crime de sequestro agravado de que foi vítima a ex-companheira de um deles na zona de Leiria, em setembro.

Em comunicado, a Diretoria do Centro da PJ, sediada em Coimbra, informa que o crime “ocorreu num contexto de violência doméstica, dado que a vítima, após ter sido agredida, por diversas vezes, pelo companheiro, procurou refúgio na casa da sua mãe e irmãos, onde viria a ser localizada, agredida e levada à força para parte incerta”.

A PJ acrescenta que os detidos, de 24, 32 e 34 anos, e com antecedentes criminais, foram presentes a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhes sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

À agência Lusa, fonte da PJ adiantou que dos três detidos, vendedores ambulantes, dois deles “foram dar apoio ao companheiro da vítima”.

“Esta vítima vivia com o companheiro na zona da Figueira da Foz que a agredia com frequência, tendo acabado por procurar refúgio junto da mãe e irmãos na zona de Leiria”.


Segundo a PJ, “o companheiro, com os dois irmãos, apareceram” no local para levar a vítima, tendo “agredido as pessoas que se opuseram” à situação, incluindo aquela.

O responsável esclareceu que a vítima esteve desaparecida dois dias, período em que, com o apoio da PSP e da GNR, foram desenvolvidas diligências para a sua localização, acabando por ser libertada por iniciativa do alegado sequestrador.