Quatro homens foram detidos pela Polícia Judiciária (PJ) por presumível prática de crimes de roubo, sequestro e homicídio, ocorridos desde fevereiro nos concelhos de Leiria, Marinha Grande, Pombal, Figueira da Foz e Coimbra, foi hoje anunciado.

Fonte da diretoria do Centro da PJ adiantou ainda à agência Lusa que foi ainda detido, em flagrante delito, um quinto elemento suspeito de integrar o mesmo grupo.

Segundo a mesma fonte, o grupo é suspeito de ter agredido violentamente uma mulher de 85 anos durante um assalto, na sua própria casa, numa aldeia próximo de Pombal, que veio a falecer devido aos ferimentos provocados.

Os elementos do grupo atuavam encapuçados e, por meio de arrombamento de portas ou janelas, usando armas brancas e bastões, penetravam em casas isoladas, habitadas por pessoas idosas, que eram surpreendidas durante a noite, sendo agredidas de forma gratuita e com extrema violência e depois amarradas", refere.

Noutro dos casos, ocorrido em junho, em Vila Verde, no concelho da Figueira da Foz, "os assaltantes agrediram e torturaram uma das vítimas, durante mais de uma hora e meia, sendo que, dada a gravidade das lesões sofridas, com fratura de crânio e de três costelas, ainda se encontra internada num centro hospitalar sem falar".

Os suspeitos foram detidos na terça-feira durante a "Operação Sénior", que abrangeu diversos locais da faixa litoral, entre as cidades da Figueira da Foz e a Marinha Grande.

Na ação policial, foram encontrados e apreendidos vários objetos e documentos correlacionados com os crimes praticados, refere fonte da PJ, acrescentando que, nesta investigação, o grupo está referenciado por 19 assaltos.

Os detidos, com idades compreendidas entre 22 e os 28 anos, alguns com antecedentes criminais, vão ser presentes às autoridades judiciárias da Comarca de Leiria na tarde de hoje para aplicação das medidas de coação.