A Polícia Judiciária (PJ) deteve uma funcionária de uma escola secundária do concelho de Ponta Delgada, nos Açores, suspeita de desviar para seu proveito mais de 300 mil euros, foi hoje anunciado.

A PJ esclareceu num comunicado que a mulher, de 51 anos, “aproveitou-se das suas funções profissionais" e, "através de indevidas operações de tesouraria, foi, ao longo dos últimos anos, descaminhando verbas em proveito próprio" que estavam destinadas "a pagamentos de fornecedores e prestações sociais”.

Segundo a PJ, estima-se que o valor “possa ascender a mais de 300 mil euros".

Além da detenção da funcionária foram ainda constituídos dois arguidos, indicou a PJ, acrescentando que se tratam de familiares da mulher "titulares de contas bancárias para onde foram efetuadas transferências de dinheiro com origem naquela atividade ilícita".

A PJ referiu ainda que deteve a mulher "em cumprimento de mandado de detenção emitido pelo DIAP de Ponta Delgada, pela presumível prática dos crimes de peculato na forma continuada e de falsificação de documento".

No decurso da investigação e no âmbito da busca domiciliária efetuada "foi possível detetar a apreender elementos com interesse probatório", indicou a Polícia Judiciária.