A investigação ao desaparecimento de Madeleine McCann vai entrar numa «fase de atividade substancial nas próximas semanas» em Portugal, revelou a polícia britânica.

«Nas próximas semanas vamos entrar numa fase de atividade substancial no terreno», adiantou nesta quinta-feira em Londres o comissário adjunto da Polícia Metropolitana Marc Rowley, revelando que as investigações serão lideradas pela polícia portuguesa, com envolvimento das autoridades britânicas.

O responsável britânico tentou de qualquer modo moderar as expectativas quanto a um possível grande desenvolvimento, continuando a falar em várias hipóteses sobre a mesa para explicar o desaparecimento da criança inglesa em maio de 2007.

«Uma investigação rigorosa trabalha sistematicamente com todas as possibilidades credíveis, e muitas vezes temos mais que uma hipótese credível», afirmou, citado pela BBC: «Por isso, pelo facto de estarmos perante uma fase substancial de trabalho nas próximas semanas não quer dizer que vamos encontrar imediatamente respostas que expliquem tudo.»