Elementos das polícias portuguesa e britânica estiveram reunidos hoje durante cerca de duas horas, após o que se deslocaram para o local indicado para efetuarem diligências na tentativa de encontrar vestígios de Madeleine McCann.

Situado a cerca de 800 metros do local onde a menina desapareceu, em 2007, a área conhecida como miradouro da Praia da Luz foi delimitada, previamente, pela Guarda Nacional Republicana para que se iniciassem os trabalhos de alegadas escavações requeridas pela Sctoland Yard.

No final da reunião, o diretor da Polícia Judiciária de Faro, Mota Carmo, escusou-se a prestar declarações sobre o tipo de intervenções que serão efetuadas no terreno.

Para o local assinalado, onde cerca de duas dezenas de elementos se preparam para dar início aos trabalhos, as polícias deslocaram diverso equipamento de prospeção.

Na zona estão cerca de três dezenas jornalistas de órgãos de comunicação nacionais e internacionais para acompanhar o caso de um dos desaparecimentos mais mediático de que há conhecimento a nível mundial.

Madeleine McCann desapareceu poucos dias antes de fazer quatro anos, a 03 de maio de 2007, do quarto onde dormia juntamente com os dois irmãos gémeos, mais novos, num apartamento de um aldeamento turístico na Praia da Luz, no Algarve.

Por agora, as diligências estão autorizadas apenas para um terreno. Fica a cerca de 100 metros da linha do mar e a 300 metros do aldeamento onde a criança inglesa estava com a família quando desapareceu.

Atualizado às 12:40