As regiões centro e sul do país vão apresentar «níveis muito elevados» de pólenes no ar entre 06 e 12 de junho, informou a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica, através do seu boletim polínico.

Nas restantes regiões do continente, assim como nas regiões autónomas da Madeira e dos Açores, os níveis de pólenes vão variar entre «moderados» e «moderados a elevados».

Gramíneas, oliveira, carvalhos, erva parietária e sobreiro são algumas das ervas, plantas e árvores na origem dos níveis de pólenes no ar durante os próximos dias.

O aumento do nível de pólen no ar aumenta também os casos de doenças alérgicas (a rinite é uma das mais comuns) e situações de asma, varicela, conjuntivite e infeções respiratórias.