A Cruz Vermelha Portuguesa inicia esta sexta-feira uma campanha nacional de recolha de alimentos e bens essenciais. Os produtos adquiridos no movimento, que durará três dias, serão distribuídos pelas famílias carenciadas apoiadas pelas cerca de 100 organizações de todo o país.

Segundo um comunicado da organização, para contribuir basta entregar os produtos aos voluntários distribuídos por mais de 200 lojas Continente em Portugal Continental e nas ilhas da Madeira e Açores.

De acordo com a Lusa, os portugueses poderão doar papas e produtos para bebés, leite e leite em pó, enlatados diversos, farinha, azeite, cereais, arroz, massa, açúcar bem como outros bens essenciais não perecíveis.

A organização adianta que os bens adquiridos serão distribuídos de acordo com «as necessidades mais urgentes de cada região, a nível nacional, com o objetivo de ajudar muitas famílias portuguesas que procuram apoio junto da instituição».

Cerca de 2,6 milhões de pessoas, incluindo 640 mil crianças e jovens, vivem em risco de pobreza em Portugal.