A Câmara de Sintra vai manter em funcionamento os refeitórios escolares durante as férias letivas do Natal, para assegurar refeições a alunos carenciados e aos seus familiares, anunciou a autarquia. No ano passado, foram 500 os familiares de alunos que recorreram aos refeitórios escolares para terem uma refeição. 

A iniciativa, que decorre entre 17 de dezembro e 02 de janeiro de 2015, destina-se a garantir “refeições a todos os alunos” das escolas do concelho, mantendo o apoio às famílias carenciadas, explica uma nota da Câmara de Sintra.

Os refeitórios escolares vão estar em funcionamento durante o período da pausa letiva natalícia para alunos e para os seus familiares, que podem ter acesso a refeições a preços mais acessíveis.

As refeições vão ser gratuitas para os alunos abrangidos pelo escalão A da Ação Social Escolar e custarão 0,73 euros para os do escalão B. Os restantes alunos vão pagar 1,46 euros e os adultos 1,50 euros.

Segundo dados revelados pela autarquia, nas férias natalícias do ano passado os refeitórios escolares serviram cerca de 500 refeições a utentes externos aos estabelecimentos de ensino.

Num folheto distribuído junto da comunidade escolar, o presidente da Câmara de Sintra, Basílio Horta (PS), esclareceu que «a autarquia vai servir mais de dois milhões e meio de refeições» durante o corrente ano letivo.

As famílias do concelho terão a possibilidade de proporcionar aos alunos, durante o ano letivo, um menu diário mais completo, que inclui almoço (composto por sopa, prato principal, pão e sobremesa) e lanche (sandes e iogurte, sumo ou fruta), lê-se no folheto.

O autarca acrescentou que, além do pagamento dos pais e encarregados de educação, as refeições escolares em Sintra são apoiadas pelo Ministério da Educação em 650 mil euros e em «cerca de 3,5 milhões de euros do orçamento municipal».

A marcação das refeições devem ser feitas até 16 de dezembro, através do sítio na internet da autarquia (www.cm-sintra.pt).