A Polícia Judiciária anunciou hoje a detenção de um homem suspeito da prática dos crimes de rapto, coação sexual e roubo, em Santo Tirso, sobre uma mulher de 35 anos.

Em comunicado, a PJ refere que o alegado criminoso simulou com uma outra pessoa o sequestro dele próprio e da vítima, que tinha sido por si «atraída para um passeio automóvel».

A PJ adianta que a vítima mantinha um relacionamento ocasional com o detido.

No âmbito desse sequestro programado, ocorrido em outubro de 2013, o terceiro elemento envolvido «simulou o sequestro e roubo de ambos, fotografando-os ainda em poses substancialmente desnudadas».

«Após uma adequada negociação, também ela devidamente encenada entre o suspeito e aquele terceiro elemento, ambos foram libertados e deixados no local envergando apenas algumas peças de roupa interior», acrescenta.

A PJ afirma ainda que a mulher «passou a ser repetidamente pressionada pelo suspeito, com vista a novos encontros de cariz sexual, desta feita sob a ameaça de divulgação das fotos íntimas efetuadas pelo terceiro elemento», que alegadamente o agora detido já teria conseguido resgatar.

O homem, de 52 anos, já tem «relevantes antecedentes criminais, inclusive com cumprimento efetivo de pena de prisão pela prática dos crimes de tentativa de homicídio e ofensas corporais».