A Polícia Judiciária anunciou a detenção de um homem suspeito da prática dos crimes de furto qualificado e simulação de crime de roubo de uma carrinha de distribuição de tabaco, na passada sexta-feira, no Porto.

Segundo a PJ, o suposto ofendido pretendeu fazer crer às autoridades que tinha sido vítima de um roubo com sequestro, protagonizado por dois indivíduos que, mediante ameaça de uma arma de fogo, o sequestraram durante várias horas, constrangendo-o depois a entregar a viatura que conduzia que continha no seu interior dinheiro, cheques e tabaco.

Na sequência da investigação desenvolvida pela Policia Judiciária “foi possível demonstrar a completa falsidade da versão apresentada, apurando-se que a simulação do crime foi realizada para saldar um avolumar de dívidas que o arguido possuía, que já o tinham levado a subtrair diversas quantias em numerário da firma onde trabalhava”, acrescenta em comunicado.

O detido, de 56 anos, distribuidor de tabaco, vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.