A Polícia Judiciária (PJ) constituiu arguidos dois homens e uma mulher de Gondomar que declararam terem sido assaltados por encapuzados com o alegado intuito de lhes roubarem um telemóvel, mas que, afinal, tinham encenado tudo.

Em comunicado de hoje, a PJ explica que os arguidos denunciaram em 03 de agosto que teriam sido vítimas de um assalto à mão armada em Rio Tinto, concelho de Gondomar. O assalto, descreviam, teria sido protagonizado por «dois encapuzados que lhes teriam apontado uma pistola».

No decorrer da investigação concluiu-se, contudo, que um dos agora arguidos tinha deixado o telemóvel em cima da mesa da zona de restauração de um centro comercial. «Para conseguir ativar o seguro e vingar-se de quem se tinha apropriado do telemóvel, convenceu os amigos a participarem na simulação» de um assalto à mão armada, refere a PJ.