A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro anunciou, esta quarta-feira, a detenção de um reformado, residente em Águeda, que tinha na sua posse milhares de ficheiros multimédia de conteúdo pornográfico envolvendo menores.

Segundo a PJ, o detido, de 59 anos, está "fortemente" indiciado pela prática do crime de pornografia de menores consubstanciado na obtenção e partilha, através da Internet, de ficheiros multimédia retratando crianças em práticas sexuais explícitas.

Em comunicado, a PJ explica que os indícios recolhidos até ao momento permitem concluir que o suspeito se tem "dedicado ativamente à divulgação de vídeos e de imagens de cariz pornográfico em que são intervenientes crianças, a maioria de tenra idade, vítimas de abuso sexual".

Durante uma busca domiciliária à residência do suspeito, foram apreendidos um computador portátil e vários discos externos, nos quais se encontravam armazenados milhares de ficheiros de vídeo e de imagem de pornografia infantil.

A mesma nota refere que o suspeito utilizava o mesmo servidor de partilha de ficheiros usado por um profissional da indústria hoteleira, residente em Estarreja, que foi detido pelo mesmo crime, há cerca de um mês, pela PJ, em articulação com autoridades estrangeiras.

O suspeito foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coação de proibição de acesso à internet e apresentações periódicas bissemanais.