A PJ deteve nas regiões de Lisboa e Setúbal cinco pessoas para extradição que estão indiciadas pelos crimes de abuso sexual de crianças, violação e burla qualificada.

Em comunicado divulgado nesta segunda-feira, a PJ adianta que as cinco detenções, de duas mulheres e três homens, foram feitas pela Unidade de Informação de Investigação Criminal no cumprimento de mandados de detenção europeus e de um mandado de detenção internacional.

Segundo a Polícia Judiciária, os cinco detidos, com idades entre os 20 e 55 anos, estão indiciados pelos crimes abuso sexual de crianças, violação e burla qualificada.

A PJ indica que quatro dos detidos são portugueses e a detenção foi solicitada pelas autoridades judiciárias de Espanha e do Reino Unido, enquanto o quinto detido é de nacionalidade paraguaia e a detenção foi feita ao abrigo de um mandado de detenção internacional emitido pelas autoridades judiciárias deste país.

A Polícia Judiciária indica ainda que os detidos foram presentes nos Tribunais da Relação de Lisboa e Évora, que determinou a prisão preventiva enquanto aguardam pelo processo de extradição e a entrega às autoridades requerentes.