A Policia Judiciária (PJ) deteve um cidadão estrangeiro, procurado para extradição, presumível autor de uma fraude por recebimento ilegal de depósitos de dezenas de vitimas com promessa de investimento em negócios.

Em comunicado, a PJ indica que o presumível autor de fraude económica na República Popular da China, localizado através da Unidade de Cooperação Internacional - Gabinete Nacional da Interpol, tem 38 anos e sem ocupação laboral definida em Portugal.

Trata-se, segundo a PJ, de um presumível autor de fraude resultante do recebimento ilegal de depósitos de dezenas de vítimas com promessa de investimento em negócios de elevado retorno, não concretizados, resultando daí apropriação ilícita de quantia global equivalente a cerca de 770.000 euros.

Depois de presente no Tribunal da Relação de Lisboa, encontra-se a aguardar os ulteriores termos do processo de extradição sujeito a medida de coação de prisão preventiva.