A Polícia Judiciária (PJ) anunciou, esta segunda-feira, a detenção de um pastor suspeito de ter ateado sete focos de incêndio, entre dezembro e março, no lugar de Arnadelo, Vila Real, que queimaram três hectares de mato.

A detenção do homem de 44 anos foi efetuada por elementos da Unidade Local de Investigação Criminal de PJ de Vila Real.

De acordo com esta força policial, o pastor é suspeito de ter ateado sete focos de incêndio no Lugar de Arnadelo, Torgueda, em Vila Real, que consumiram cerca três hectares de mato.

Em comunicado, a PJ explicou que os incêndios ocorreram entre os meses de dezembro de 2013 e março de 2014 e que colocaram em perigo uma mancha florestal de valor elevado, que só não foi consumida devido à rápida intervenção dos bombeiros.

O detido foi presente a interrogatório judicial tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de apresentações semanais.