A Polícia Judiciária (PJ), através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, procedeu à identificação e detenção de um homem, sem ocupação profissional definida, presumível autor, já no corrente mês, de vários crimes de incêndio florestal no concelho de Ovar.

Em comunicado recebido pela TVI24, a PJ refere que "no seguimento da ocorrência de mais um incêndio florestal  nesse concelho, na passada sexta-feira, iniciou-se de imediato a respetiva investigação, de que resultou a recolha de fortes indícios que conduziram à detenção fora de flagrante delito do suspeito".

Demonstra fascínio pela atividade dos bombeiros a combater os incêndios", é uma das características do detido, realçadas pela PJ.

Segundo a Judiciária, "na mesma zona ocorreram já este ano mais de duas dezenas de incêndios similares, sendo assim de admitir que o detido possa estar também na origem de alguns deles, prosseguindo a investigação".

O detido, com 30 anos de idade, vai ser presente às autoridades judiciárias competentes para primeiro interrogatório judicial e aplicação das adequadas medidas de coação", acrescenta o comunicado.

No corrente ano a Polícia Judiciária já identificou e deteve 83 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.