A Polícia Judiciária (PJ) anunciou, nesta quinta-feira, a detenção de quatro homens e de uma mulher, da mesma família, por tráfico de pessoas, sequestro e escravidão, na zona de Gouveia e também em várias localidades de Espanha.

Segundo uma nota do Departamento de Investigação Criminal da PJ da Guarda, os cinco detidos, com idades entre os 21 e os 52 anos, estão "fortemente indiciados" pela autoria dos crimes de tráfico de pessoas, de sequestro e de escravidão.

Os crimes terão ocorrido de forma continuada, no concelho de Gouveia, distrito da Guarda, e também em várias localidades de Espanha, tendo como vítima um homem atualmente com 62 anos.

"A vítima foi acolhida, mantida e retida contra a sua vontade e explorada laboralmente em trabalhos agrícolas e no tratamento de gado, sem que alguma vez lhe tivesse sido paga qualquer remuneração", adianta a PJ no comunicado.

A fonte explica ainda que, "para além da exploração permanente da vítima, pelo menos durante os últimos oito anos, a mesma era também alvo de maus-tratos e agressões físicas por parte dos suspeitos".

Os detidos vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação de adequadas medidas de coação.