A Polícia Judiciária anunciou hoje a detenção de um funcionário de um laboratório farmacêutico por burla ao Estado e falsificação de receituário, tendo lesado o Serviço Nacional de Saúde (SNS) em mais de 110 mil euros.

Em comunicado, PJ adianta que deteve um chefe de vendas de um laboratório farmacêutico por falsificação de documento agravada e burla qualificada, no âmbito de uma investigação relacionada com fraudes ao SNS.

A PJ apreendeu também diversa documentação e material relacionado com a atividade criminosa em investigação.

Aquela polícia indica igualmente que o Serviço Nacional de Saúde foi lesado num valor superior aos 110 mil euros, com esta prática.

O detido, de 36 anos, vai ser sujeito a primeiro interrogatório judicial.

A PJ refere ainda que a investigação contou com a colaboração do Ministério da Saúde.