Num comunicado hoje divulgado, a PJ refere que “identificou, localizou e deteve um homem, de 35 anos, indiciado pela prática, em coautoria, de crimes de roubo com utilização de arma de fogo e furto” e um outro, “de 25 anos, por fortes suspeitas do cometimento de ilícitos de homicídio qualificado, profanação de cadáver e posse de arma proibida”.

 

De acordo com a investigação, os dois homens “serão responsáveis pela autoria de dezoito assaltos à mão armada a farmácias, estabelecimentos comerciais e um restaurante, ocorridos em Lisboa e Cascais, entre agosto e dezembro deste ano, bem como pelo furto de duas viaturas automóveis utilizadas no apoio a esses assaltos”

Os detidos atuavam “disfarçados, com recurso a perucas e outros adereços” e terão conseguido, nos vários assaltos, “roubar vários milhares de euros e alguns objetos em ouro, provocando, igualmente, um elevado temor nas pessoas que se encontravam nos estabelecimentos assaltados”, referiu a polícia.

Os detidos serão agora presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação consideradas adequadas.