Um empresário, de 43 anos, foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) por crimes de burla qualificada, falsificação de documento e branqueamento de capitais, em valor superior a um milhão de euros, provenientes de negócios transnacionais.

Segundo a PJ, no decurso da operação foram realizadas buscas domiciliárias e apreendido diverso material relacionado com a atividade criminosa em investigação.

O detido será submetido a interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.

O caso esteve a cargo da Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC) da PJ, no âmbito de um inquérito dirigido pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal.