A Polícia Judiciária (PJ) anunciou a identificação e detenção de uma mulher de 35 anos, suspeita de matar o marido e deitar fogo à casa.

De acordo com comunicado emitido pela PJ, o caso aconteceu no início do mês passado, em Évora. «A presumível autora, na sequência de graves desavenças que vinha mantendo com o cônjuge, adicionou uma quantidade de fármacos a uma bebida que este tomou, com o fito de lhe provocar a morte», esclarece a Judiciária.

«Ao verificar que o mesmo, passadas algumas horas, se encontrava ainda vivo após a ingestão da bebida, a detida atou as pernas da vítima e incendiou, intencionalmente, a habitação onde ambos residiam», acrescenta a PJ em comunicado.

O homem, de 44 anos, acabou por morrer, na sequência de inalação de fumos provocados pelo incêndio que se extinguiu de forma natural.

A detida vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.