A Polícia Judiciária anunciou esta quinta-feira a detenção de dois feirantes suspeitos dos crimes de tráfico de estupefacientes e posse de arma proibida, no âmbito do combate à venda de drogas na região Centro.

Os dois homens, de 37 e 28 anos, foram detidos nos dias 22 e 28, na Figueira da Foz e em Coimbra, respetivamente, tendo sido sujeitos a um primeiro interrogatório no Tribunal de Instrução Criminal (TIC) desta cidade, disse à agência Lusa uma fonte da PJ.

Estas detenções, segundo a fonte, “são o culminar de uma investigação” sobre tráfico de cocaína solidificada em cristais, vulgo 'crack', em vários distritos da região.

Um dos homens foi detido, na Figueira da Foz, “quando se preparava para transacionar 13 doses individuais deste produto estupefaciente”, refere a Diretoria do Centro da PJ em comunicado.

O outro suspeito, detido durante uma busca domiciliária, em Coimbra, estava na posse de um revólver com o número de série rasurado e 21 munições.

A investigação, iniciada em 2014, já tinha permitido a detenção em novembro de um casal, residente em Condeixa-a-Nova, que aguarda o julgamento em prisão preventiva e ao qual foram então apreendidas 200 doses daquela droga, diverso equipamento de som e imagem, cerca de 1.800 euros em numerário, uma espingarda semiautomática e 60 cartuchos.

Residente em Viseu, o homem detido na Figueira da Foz era cliente do casal e revendia o 'crack' neste concelho do litoral, indicou a fonte policial à Lusa.

O casal era responsável pela distribuição da droga na região Centro”, acrescentou.

Segundo a mesma fonte da PJ, o homem que detinha a arma proibida “não era visado na investigação” e estava na casa de familiares do casal, em Coimbra, no momento da realização das buscas.

Na sequência dos interrogatórios no TIC de Coimbra, os detidos estão obrigado a apresentações semanais às autoridades, ficando ainda o primeiro, que revendia droga na Figueira da Foz, proibido de sair do concelho de Viseu e de contactar outros intervenientes no processo.

(Foto de arquivo)