A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro anunciou hoje a detenção de dois jovens, de 17 e 20 anos, pela alegada prática do crime de pornografia de menores, tendo alertado para o perigo de se partilhar fotografias ou vídeos através da Internet.

Em comunicado, a PJ refere que o arguido mais velho conheceu uma rapariga, atualmente com 15 anos, através de uma rede social, no decurso de 2014, tendo estabelecido ambos uma relação de "amizade".

Segundo os investigadores, durante vários meses, a menor enviou ao arguido inúmeras fotografias e vídeos de natureza íntima, a pedido daquele.

Quando em meados deste ano a menor mostrou intenção de acabar com este relacionamento 'on-line', o suspeito, em retaliação, divulgou as referidas fotos e vídeos nas páginas do Facebook dos colegas de escola da vítima", refere a PJ.

Na sequência de busca domiciliária realizada em casa do suspeito, as autoridades apreenderam um computador portátil e um telemóvel smarthphone, onde estavam armazenados os referidos ficheiros multimédia.

O detido, formando de um curso profissional de cozinha, foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coação de proibição de contatos com menores de idade, proibição de acesso à Internet e obrigação de apresentações periódicas trissemanais.

No âmbito da mesma investigação foi ainda detido, em flagrante delito, um jovem, estudante, de 17 anos, que tinha na sua posse os vídeos e as fotos da vítima divulgados na Internet.

Este, depois de constituído arguido, foi restituído à liberdade e notificado para comparecer no Departamento de Investigação e Ação Penal de Viseu, para ser submetido a primeiro interrogatório judicial, tendo em vista a aplicação de medidas de coação.

Na mesma nota, a PJ alerta, uma vez mais, para o perigo de se partilhar fotografias ou vídeos de natureza íntima através da internet, especialmente com pessoas que não se conhecem prévia e pessoalmente.