A Polícia Judiciária (PJ) anunciou a detenção de cinco suspeitos de roubar ourivesarias e ourives, com armas de fogo, na zona do Grande Porto, constituindo-se como uma ramificação de um grupo já desmantelado.

Em comunicado enviado à Lusa, esta força policial referiu que os crimes vinham sendo cometidos de «forma continuada» e em «associação criminosa».

Além do crime de roubo, os supostos assaltantes estão acusados de tráfico de droga, furto e posse de armas ilegais.

No âmbito da investigação, a PJ apreendeu caçadeiras, pistolas, munições, nove mil euros em notas, droga, carros, telemóveis e documentos, com «possível alcance probatório».

Os suspeitos, com idades entre os 26 e 68 anos, desempregados e com antecedentes criminais, pela prática de crimes violentos, vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial.