A Polícia Judiciária (PJ) informou, nesta quarta-feira, que deteve um homem de 62 anos suspeito de ter ateado um incêndio num anexo de uma casa de habitação em Santo Tirso na noite de domingo.

Em comunicado de imprensa, a PJ conta que o suspeito terá recorrido a um “combustível acelerante” para regar o anexo à casa de habitação, onde se encontravam também guardadas duas viaturas classificadas como “clássicas" e "de valor elevado”.

O incêndio causou danos nas viaturas, assim como na estrutura da edificação e outros bens que se localizavam no interior do imóvel, indica a PJ, no mesmo comunicado.

O detido era familiar dos proprietários e terá ingerido bebidas alcoólicas antes de ter ateado o incêndio, tendo depois ausentando-se de imediato do local para “parte incerta.

“O incêndio só não se propagou a edificações contíguas devido à rápida intervenção dos bombeiros que de imediato o extinguiram, evitando assim que as chamas se propagassem”, refere a Judiciária.