A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro anunciou esta sexta-feira a detenção, em Águeda, de um homem suspeito de ter obtido e partilhado, através da Internet, ficheiros multimédia com crianças de tenra idade em práticas sexuais.

Segundo a PJ, o arguido, de 22 anos, está «fortemente indiciado» pela prática do crime de pornografia de menores, sendo reincidente nesta prática.

Em comunicado, a Polícia Judiciária refere que a atividade delituosa do suspeito denotava «algum grau de sofisticação, fruto dos seus conhecimentos avançados de informática».

De acordo com a PJ, o arguido «recorria a ferramentas de encriptação» dos suportes onde os referidos ficheiros se encontravam armazenados para, dessa forma, «ocultar a sua posse e tornar inacessíveis quer os dados de acesso à rede, quer os relativos à obtenção desses ficheiros e partilha associada».

Durante uma busca à residência do suspeito, as autoridades apreenderam dois computadores portáteis, um disco rígido externo, uma máquina fotográfica digital de gama média-alta, além de 400 francos suíços, supostamente de proveniência ilícita.

A PJ refere que esta ação policial foi desencadeada pela conduta reiterada do suspeito, adiantando que, há cerca de dois anos, lhe tinham sido apreendidas centenas de ficheiros multimédia de pornografia de menores, também na sequência de uma busca domiciliária.

O detido vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação de medidas das medidas de coação.