A Polícia Judiciária deteve, em Seia, um funcionário bancário, de 50 anos, por suspeita da alegada prática de um crime de peculato.

Segundo uma nota do Departamento de Investigação Criminal da PJ da Guarda, o crime "terá sido perpetrado na sequência da apropriação e subsequente utilização pelo ora detido, em proveito próprio, de um cartão de crédito propriedade de um cliente da agência bancária onde o mesmo exercia as suas funções e que terá sido deixado e recolhido por uma máquina ATM [multibanco] aí existente".

À agência Lusa, fonte da PJ adiantou que o detido, funcionário da Caixa Geral de Depósitos, terá utilizado o cartão de crédito para subtrair a quantia de 400 euros.

"Das várias diligências investigatórias entretanto realizadas resultou ainda a recolha de relevantes elementos de prova que indiciam a possibilidade da prática de outros crimes da idêntica natureza, tendo como vítimas outros clientes da mesma agência bancária onde o funcionário bancário exercia as suas funções", refere a mesma nota.

O detido foi presente ao Tribunal da Guarda para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação adequadas.