A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro anunciou esta quarta-feira a detenção de um homem, de 48 anos, por atear fogo à porta de uma farmácia em Macinhata, no concelho de Águeda.

O crime ocorreu na terça-feira de manhã e o presumível incendiário terá atuado numa situação de conflito com o presidente da Junta de Macinhata, que é o proprietário do estabelecimento.

Segundo a PJ, o suspeito «depositou à entrada de uma farmácia alguma quantidade de mato, ateando-lhe de seguida fogo com um isqueiro, após o que encetou a sua fuga».

«Aquando do início do incêndio encontravam-se três pessoas dentro do estabelecimento comercial e outras que circulavam nas proximidades, tendo conseguido apagar o fogo, que não teve consequências mais graves», refere a PJ.

Fonte da PJ disse à agência Lusa que o detido é o mesmo indivíduo que em julho passado descarregou, com uma forquilha, ervas e terra para o interior da farmácia, perante o olhar atónito de quem se encontrava no local.

O detido, que se encontra indiciado por um crime de incêndio urbano, vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação adequadas.