A Polícia Judiciária (PJ) anunciou, esta segunda-feira, a detenção de dois homens «pela presumível prática de quatro crimes de incêndio florestal, dois ocorridos no passado dia 13 de setembro, pelas 13:50 e 20:30, e outros dois ocorridos também durante este verão, em data ainda não concretamente apurada». A detenção, em cumprimento de mandados de detenção emitidos pela autoridade judiciária competente, foi feita com a colaboração do SEPNA da GNR de Viseu.

«Os suspeitos agiram num quadro de revolta, tendo usado isqueiro para fazer quatro ignições, causado incêndios florestais de grande dimensão», adianta a PJ em comunicado.

Os detidos, de 16 e 45 anos de idade, foram presentes a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhes sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Este ano, a Polícia Judiciária procedeu já à identificação e detenção de 65 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.