A diretoria do Centro da Polícia Judiciária (PJ) revelou ter detido três indivíduos "de um grupo organizado que se dedicava ao furto de dinheiro em caixas multibanco, com recurso a arrombamento com utilização de explosivos".

Numa operação, foram detidos "dois homens, presumíveis autores de várias explosões em caixas multibanco, ocorridas entre Agosto e Outubro de 2016 nas localidades de Coimbra, Condeixa-a-Nova, Alvaiázere e Maiorca, Figueira da Foz, tendo ainda sido identificado e constituído arguido um terceiro, que fazia parte do mesmo grupo criminoso", refere o comunicado da PJ, enviado à TVI24.

Na madrugada da passada quarta-feira, tendo em vista o completo desmantelamento do referido grupo criminoso, foi levada a cabo uma operação policial na zona de Coimbra, que permitiu reforçar os elementos probatórios já existentes, nomeadamente apreender peças de vestuário, calçado e telemóveis, bem como proceder à detenção de dois dos elementos do grupo que, interrogados judicialmente, ficaram sujeitos à medida de coação de apresentações bissemanais", refere a nota informativa da PJ.

Os três suspeitos têm idades compreendidas entre os 20 e os 35 anos. Aquele "que foi apenas constituído arguido encontra-se presentemente em situação de prisão domiciliária pela prática de crimes contra a propriedade".