Um homem, de 51 anos, foi detido pela Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Braga, e é suspeito da prática de crime de incêndio da sua residência.



O indivíduo é suspeito de ter incendiado da casa que havia arrendado e onde habitava, ocorrido no passado dia 3 de setembro, em Fafe, avança a PJ em comunicado.



«O arguido, num quadro de abuso de bebidas alcoólicas, ateou o fogo que consumiu diversos bens próprios e causou prejuízos superiores a dez mil euros, não tendo atingido outras proporções e alastrado a outras habitações por ter sido de imediato combatido por populares e bombeiros», lê-se no comunicado.



O detido, desempregado, foi presente às autoridades judiciárias competentes «tendo-lhe sido imposta a obrigatoriedade de tratamento do consumo de bebidas alcoólicas».

Incendeiam casas por causa de heranças



No Funchal uma mulher de 25 anos e um homem de 42 incendiaram as respetivas casas por causa de heranças.

De acordo com a PJ do Funchal, no passado dia 5, a mulher «provocou intencionalmente um incêndio na residência onde vivia com os irmãos, motivada por questões relacionadas com a herança do próprio imóvel».



A suspeita foi colocada em prisão preventiva «a decorrer em estabelecimento de internamento psiquiátrico».



Já o homem «utilizou uma botija de gás e um maçarico para tentar incendiar a residência onde residia com a companheira, irmãos e sobrinhos».



Os factos aconteceram também na madrugada do passado dia 5, no Funchal, «numa altura em que se encontravam sete pessoas a dormir no interior da casa e foram motivados por disputas relacionadas com a herança do imóvel».



O suspeito encontra-se em prisão preventiva.