A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta quinta-feira ter detido em Figueira de Castelo Rodrigo um homem de 58 anos «fortemente indiciado» da autoria dos crimes de sequestro e de escravidão, «ocorridos de forma continuada».

Segundo um comunicado do Departamento de Investigação Criminal da PJ Guarda, foram vítimas do suspeito «pelo menos, dois homens» com 35 anos de idade.

«Para além da exploração reiterada das vítimas, pelo menos durante os últimos seis meses, nomeadamente em tarefas de natureza agrícola, as mesmas eram também alvo de maus-tratos e [de] agressões físicas por parte do ora detido.»


O homem, agricultor, é ainda suspeito da prática dos crimes de tráfico de pessoas e de auxílio à imigração ilegal por acolher e explorar, numa quinta agrícola do concelho de Figueira de Castelo Rodrigo, em trabalhos agrícolas, «cidadãos de nacionalidade estrangeira, com permanência ilegal em território português e também em situação de especial vulnerabilidade», segundo a PJ.

No âmbito da investigação realizada por tráfico de pessoas, auxílio à imigração ilegal, escravidão e sequestro, a PJ da Guarda também localizou e deteve outro homem, agricultor, de 35 anos, por permanência ilegal em território nacional.

No decurso das mesmas diligências foram ainda apreendidas duas espingardas caçadeiras, dois revólveres e várias munições de diferentes tipos e calibres.

Os detidos vão ser presentes ao tribunal da Guarda para primeiro interrogatório judicial e aplicação das adequadas