O Ministério Público (MP) acusou a mãe de uma aluna de uma escola secundária da Amadora de sequestrar, agredir e ameaçar uma professora, em maio de 2014, informou hoje a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).

Segundo o despacho de acusação do MP, citado na página da internet da PGDL, a arguida deslocou-se à escola, no dia 07 de maio, para falar com a diretora de turma na sequência da comunicação de faltas injustificadas da filha, que era aluna da turma da vítima.

“Insatisfeita com as explicações recebidas, a arguida bateu por duas vezes na professora, anunciou-lhe mais males e manteve-a fechada dentro da sala de atendimento, cuja saída barrou, impedindo a docente de sair como era sua vontade, até que esta logrou fazer um telefonema a pedir auxílio”, explica o MP.


A arguida, que também era encarregada de educação da aluna, está acusada de sequestro, de ofensa à integridade física qualificada e de um crime de ameaça agravado.

O inquérito do dirigido pela 2ª secção do Departamento de Investigação e Ação Penal da Comarca de Lisboa Oeste / Amadora.