Os tripulantes do navio encalhado, este sábado, junto à Marina de Cascais, recusaram ser resgatados pelas autoridades, para poderem colaborar na operação de salvamento marítimo, informou a Marinha Portuguesa.

O Tokyo Spirit, um navio petroleiro de 274 metros, proveniente das Bahamas, está desde as 12:00 encalhado na costa de Cascais.

Os 22 tripulantes a bordo deram indicações à Marinha Portuguesa para não ser desenvolvida a operação de resgate.

De acordo com o porta-voz da Marinha, comandante Paulo Vicente, os tripulantes "estão fora de perigo e querem colaborar, por isso, a única preocupação agora é colocar o navio em águas safas".

Às 17:00, a operação de desencalhe estava ainda a decorrer "com dificuldades", tendo sido enviado para bordo um elemento para ajudar o comandante do navio.

"Os rebocadores estão a ter dificuldades em colocar os cabos no navio para poder puxá-lo e libertá-lo", descreveu Paulo Vicente.


A forte agitação marítima e vento forte estão a dificultar a operação, aguardando-se o período de "preia-mar", previsto para as 18:30, para melhores condições de reboque.