O corpo do segundo dos dois homens desaparecidos há uma semana na albufeira do Alqueva, no Alentejo, apareceu esta segunda-feira de manhã à superfície da água, disseram à agência Lusa fontes dos bombeiros e da GNR.

A fonte da GNR indicou que o corpo do homem, de 50 anos, foi transportado para os serviços de Medicina Legal, em Évora, para ser autopsiado.

O cadáver surgiu à superfície da água, às 09.37, "perto do local" onde desapareceu, minutos depois de terem sido retomadas as buscas hoje de manhã, referiram as mesmas fontes.

Os dois homens, residentes em Azaruja, no concelho de Évora, estavam à pesca no Alqueva, no dia 24 de setembro, perto de São Marcos do Campo, no concelho de Reguengos de Monsaraz, distrito de Évora, quando foram dados como desaparecidos.

A meio da manhã do dia seguinte, as autoridades encontraram o cadáver de um dos dois homens, de 43 anos, numa zona perto do Monte do Espinhaço.

O alerta para esta ocorrência, de acordo com a GNR, foi dado por um homem que estava também à pesca na zona, com outra embarcação, e que deixou de ver os dois homens.

A embarcação onde seguiam os dois homens foi encontrada junto à margem da albufeira.