Um pescador português, natural da Póvoa de Varzim, está entre os desaparecidos de um barco pesqueiro belga que naufragou na quarta-feira em Inglaterra, ao largo da cidade de Dover.

A confirmação foi dada pelo presidente da Câmara Municipal poveira, Aires Pereira, que manifestou solidariedade com a família, garantindo o apoio da autarquia no que a mesma precisar.

«É sempre uma situação muito desagradável para a comunidade piscatória poveira, mas é o preço que temos por sermos uma comunidade piscatória», referiu o autarca.

«Esta é sempre uma atividade de risco. Esperemos que a situação corra da melhor forma e que dentro de mais umas horas se consiga ter alguma certeza».

Desde quarta-feira à noite que não se sabe onde está arrastão que tinha a bordo quatro tripulantes, um português, dois holandeses e um belga.

A embarcação, de 40 metros de comprimento, está registada na Bélgica e dedicava-se à pesca do linguado.

Embarcações de socorro, de autoridades inglesas e francesas estão no mar a tentar encontrar a embarcação, mas para já apenas apareceu uma balsa vazia e destroços do barco.