A Polícia Marítima da Póvoa de Varzim anunciou esta quinta-feira que apreendeu, desde 05 de agosto, um total de 1.015,5 quilos de pescado, tendo sido considerados impróprios e destruídos 151,5 quilos.

De acordo com a Polícia Marítima, na quarta-feira realizou-se mais uma operação, denominada ORCA, contra a venda ilegal de pescado no porto da Póvoa de Varzim, que resultou na apreensão de 308 quilos de peixe e oito carros de mão.

Esta operação, que envolveu seis elementos da Polícia Marítima e duas viaturas, e teve o apoio logístico da Câmara Municipal e da Polícia Municipal da Póvoa de Varzim, decorreu sem incidentes, tendo sido identificadas duas vendedoras em infração por exercício de venda ambulante de pescado sem comunicação prévia, sem cartão e em fuga à lota.

Do pescado apreendido, sete quilos foram considerados, pela autoridade sanitária local, impróprios para consumo por falta de requisitos e foi inutilizado por desnaturação no Mercado Municipal de Póvoa de Varzim.

Os restantes 301 quilos foram entregues a instituições de solidariedade locais («Maria da Paz Varzim», «Regaço», «O Tecto» e «A Beneficente»).