A artista portuguesa Joana Vasconcelos criou um enorme laço dourado preenchido com frascos de perfume, a convite da casa de moda francesa Dior, para uma exposição patente em Paris, França, a partir de 13 de novembro, foi hoje anunciado.

«Miss Dior», que estará patente no Grand Palais, em Paris, junta obras criadas por 15 artistas femininas de várias nacionalidades.

Além de Joana Vasconcelos, participam também na exposição, entre outras, a escultora brasileira Maria Nepomuceno, a fotógrafa britânica Hanna Starkey, a artista norte-americana Polly Apfelbaum e a fotógrafa e a realizadora iraniana Shirin Neshat.

A Dior deu «carta branca» às artistas para criarem obras inspiradas no primeiro perfume da marca, Miss Dior, criado em 1947, refere o comunicado de apresentação da mostra.

Cada obra surge na exposição ao lado de uma criação da Dior. O laço de Joana Vasconcelos estará ao lado do vestido «Concerto», que data de 1957.

A exposição, comissariada por Hervé Mikaeloff, estará patente entre 13 e 25 de novembro, no Grand Palais, e tem entrada livre.