Um homem foi condenado a três anos e quatro meses de prisão efetiva por um crime de violência doméstica cometido contra a sua mãe, de 57 anos, informou esta sexta-feira a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).

Segundo uma nota na página da internet, a PGDL acrescenta que o arguido, de 30 anos, ficou ainda obrigado a pagar 2.000 euros à vítima.

Após a leitura da sentença, e uma vez que o arguido "incumpria reiteradamente as medidas de coação" que lhes tinham sido impostas em fase de inquérito - obrigação de sair de casa da mãe, proibição de contactos com a mesma e tratamento de toxicodependência -, o tribunal decretou a prisão preventiva, após requerimento do Ministério Público.

“Estando presente na leitura da sentença, o arguido foi logo detido e recolheu ao estabelecimento prisional”, refere a PGDL.