Se foi afetado pelo incêndio no concelho do Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, é importante saber que o Governo colocou em marcha cinco pontos de atendimento da Segurança Social. 

Avelar Campo de Futebol
Pedrógão Grande Santa Casa da Misericórdia
Figueiró Gimnodesportivo
Ansião Bombeiros Voluntários
Castanheira de Pêra Santa Casa da Misericórdia

O anúncio foi feito pela ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, que deixou recomendações e advertências à população afetada.

As populações não podem resistir, estamos em período de contingência. As pessoas têm de ser colocadas em segurança, temos de salvaguardar a vida humana em primeiro lugar. Terão de sair dos locais, mesmo que seja por mera precaução". 

O primeiro-ministro também reforçou, depois, este apelo, dizendo que “quando as autoridades fazem apelos de evacuação é essencial que sejam cumpridos”.

Quero chamar a atenção que a maioria das pessoas que faleceu, e que já estão identificadas, não foram vítimas nos carros, foram vitimadas nas casas que não tiveram oportunidade de abandonar a tempo”

A ministra indicou, também, que foram evacuadas cinco localidades, "por mera precaução, por causa da inalação de fumos".

Quem quiser ajudar as vítimas, pode recorrer ao posto de comando, em Pedrógão Grande.

Há uma conta solidária da Caixa Geral de Depósitos. Designa-se “Unidos por Pedrógão” e os donativos podem ser feitos usando o IBAN PT50 0035 0001 00100000 330 42.

Foi também criada, entretanto, uma conta solidária Montepio Geral, em parceria com a União das Misericórdias Portuguesas, para recolha de donativos a favor das famílias afetadas: o IBAN é PT50 0036 0000 99105922157 78.

A Cáritas disponibilizou 200 mil euros e há figuras públicas que estão a ajudar com algumas centenas e até milhares de euros. 

Este incêndio sem precedentes em Portugal já matou, pelo menos, 61 pessoas. O Governo admite que o número de vítimas ainda pode aumentar.