O presidente da Câmara de Pedrógão Grande garantiu hoje à agência Lusa que o plano municipal de defesa da floresta contra incêndios está em vigor desde 2007.

"O nosso plano está em vigor desde 2007. Nós resolvemos fazer um [novo] em 2014. Está ainda para ser aprovado pelo Instituto da Conservação da natureza e das Florestas (ICNF) e o outro [de 2007] foi reconhecido pela própria comissão independente", afirmou o autarca.

Valdemar Alves reagiu assim às notícias que dão como caducado o plano municipal de defesa da floresta contra incêndios deste concelho do distrito de Leiria.

"O plano só deixa de estar em vigor quando o outro for aprovado pelo ICNF. A lei é mesmo assim. Estou surpreendido. Que arranjem outros argumentos para não assumirem as responsabilidades de cada um. Eu assumo as minhas. É ridículo", frisou.

O autarca adiantou ainda que há tribunais e magistrados competentes para saber separar "o trigo do joio".

"É uma mentira, redondamente uma mentira aquilo que disseram", concluiu.

A rádio TSF avançou hoje que o plano municipal de Pedrógão Grande de Defesa da Floresta Contra Incêndios caducou há seis anos, segundo um parecer encomendado pela Ascendi, responsável pela operação e manutenção de infraestruturas rodoviárias, que iliba a empresa de responsabilidades na limpeza da estrada onde morreram mais pessoas.