O grupo Lusiaves anunciou, em comunicado, a abertura de 50 vagas de emprego para a população afetada pelo incêndio de Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, acrescentando que também já doou 200 sacos de ração para alimentar animais da região.

No decorrer da calamidade que atingiu Pedrógão Grande e que conduziu à perda de emprego de cerca de 200 pessoas, o Grupo Lusiaves disponibilizou 50 vagas nas suas unidades da Figueira da Foz e Monte Redondo, com possibilidade de transporte diário e início imediato”, refere a empresa, em comunicado.

Fundado na localidade de Marinha das Ondas, Figueira da Foz, por Avelino Gaspar, há cerca de 30 anos, o Grupo Lusiaves, ligado à produção avícola, emprega cerca de 2.500 pessoas e é gerador de outros dois mil postos de trabalho indiretos.

Dada a sua dimensão, o Grupo Lusiaves reconhece que deve ter um papel ativo na melhoria das comunidades locais, nomeadamente no que se refere à criação de emprego e dinamização das regiões tendencialmente mais rurais”, frisa o comunicado.

Considerando “a devastação de campos de pasto, com vista a ajudar as comunidades locais na superação dos efeitos nefastos do ocorrido, o Grupo Lusiaves já doou também 200 sacos de ração para alimentar animais da região”.

Na matéria da prevenção e do combate a incêndios, o Grupo, segundo o comunicado, "manifestou, desde sempre, uma preocupação proativa, que tem conduzido, ao longo dos anos, ao estabelecimento de diversos protocolos de cooperação com Corporações de Bombeiros das regiões onde tem a sua atividade instalada”.

O Grupo Lusiaves dedica-se à produção de milho, de alimentos compostos para animais, de ovos para incubação, além da incubação destes na produção avícola de frango, frango do campo e perus, o abate de aves, transformação de produtos alimentares, armazenamento e comercialização, a saúde e nutrição animal e valorização de subprodutos.

O fogo que deflagrou em Escalos Fundeiros, em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, alastrou a Figueiró dos Vinhos e a Castanheira de Pera, fazendo 64 mortos e mais de 200 feridos.