Pedro Lemos, o surfista de 41 anos que estava desaparecido desde sexta-feira, foi encontrado, vivo, esta quarta-feira, confirmou a TVI24 junto de fonte próxima.

O homem foi localizado em Vila do Conde, a poucos quilómetros do Porto.

O desaparecimento do surfista e ex-operador de câmara foi altamente difundido nas redes sociais, em especial no Facebook, onde a página "Pedro Lemos Desapareceu - Ajudem-nos a encontrá-lo", entretanto apagada, chegou a ter 24 mil membros.

"A polícia e hospitais estão informados, pede-se a ajuda a todos os amigos e seus contactos para que divulguem e nos ajudem a encontrá-lo. Qualquer informação recente sobre o Pedro é importante, por favor contactar a PJ, GNR e PSP", lia-se numa mensagem deixado no grupo.

Na sexta-feira, saiu de casa no seu automóvel, um Peugeot 406 cinza escuro, com a matrícula 58-25-IJ. 

A PSP do Porto tinha confirmado à TVI que deu entrada nos serviços "um pedido de paradeiro". 

Na altura, a família alegou que a pessoa desaparecida desde a semana passada estaria a viver "um momento de stress" e que nunca tinha acontecido estar tanto tempo sem dar notícias. 

De acordo com informações divulgadas na página da rede social, Pedro Lemos não teria levado consigo “o telemóvel, a prancha de surf, o cartão de cidadão, o passaporte ou outros pertences”. A PSP não confirmou esta informação.