A câmara de Valongo entregou, esta quarta-feira, casas a mais de uma dezena de famílias carenciadas. Ao mesmo tempo, aproveitou para apelar aos beneficiados para que preservem as habitações, já que tem vindo a gastar cerca de 8.000 euros na reabilitação dos fogos.

"Gostava de não ter pessoas à espera de casa, mas infelizmente temos mais de 900 pedidos de famílias para obterem uma habitação social"


O presidente da câmara de Valongo, José Manuel Ribeiro, deu conta desse balanço durante a cerimónia de entrega de chaves a 46 pessoas de 14 famílias carenciadas. "Em muitos casos", este é "um primeiro passo para ajudar a quebrar o ciclo de pobreza a que muitas famílias carenciadas estão infelizmente condenadas", cita a Lusa.

"Estimem a vossa nova casa pois a mesma resulta de um investimento de toda a comunidade nas famílias carenciadas, representando um enorme esforço financeiro para a câmara municipal, cerca de 8.000 euros em média pela reabilitação de cada fogo", referiu.

As habitações sociais de hoje entregues em Valongo, distrito do Porto, têm diversas tipologias (T1 a T4) e localizam-se em diferentes empreendimentos sociais, nomeadamente nas freguesias de Alfena, Campo/Sobrado, Ermesinde e Valongo.

Dados da autarquia remetidos à Lusa indicam que o valor das rendas que as famílias realojadas passarão a pagar varia entre os 4,19 euros e os 88,61 euros.