A deputada do PCP Paula Dias afirmou, esta segunda-feira, que a situação do serviço de urgência do hospital do Barreiro é "caótica", referindo que os utentes estão "muitas horas" à espera de ser atendidos.

"A urgência do hospital do Barreiro está muito complicada, digo mesmo caótica. Existe uma afluência muito grande de utentes e estão à espera há seis horas. Existem casos de doentes com pulseira amarela há muito tempo à espera", disse Paula Dias em declarações à Lusa.

A deputada do PCP, acompanhada por Frederico Pereira, presidente da Assembleia Municipal do Barreiro, e por Regina Janeiro, vereadora da autarquia com o pelouro da Saúde, esteve esta segunda-feira no serviço de urgência, onde conversou com utentes e familiares.

"Este é o caso de muitas urgências do país, que resultam de opções políticas desastrosas tomadas nos últimos anos. No caso do Barreiro, o hospital é o único serviço aberto depois das 20:00, o que contribuiu muito para o aumento de afluência", explicou.

A deputada referiu que procuraram falar com alguns responsáveis do hospital do Barreiro, mas que tal não foi possível, garantindo que vai levar o caso do hospital do Barreiro à Assembleia da República.