O vereador das Obras da Câmara de Lisboa apresentou, esta quarta-feira, um plano de pavimentação para ser concluído até 2017, que já teve início em janeiro e possibilitou, até agora, a intervenção em 17 ruas.

O objetivo é «criar na cidade um plano global e concertado para implementar um processo de pavimentação nos próximos quatro anos», disse à Lusa Jorge Máximo no final da reunião da Câmara de Lisboa, na qual apresentou este plano.

O projeto, que ainda vai ser debatido pelo executivo municipal, tem em vista uma intervenção em 195 arruamentos, num total de 550 mil metros quadrados. A autarquia já iniciou os trabalhos no início do ano, tendo reabilitado «17 vias da cidade nesta primeira fase», adiantou o vereador.

O levantamento foi feito pelas 24 freguesias da cidade, que identificaram as vias prioritárias.

O autarca assinalou que o «caso mais simbólico» de intervenção já concretizada é o da Avenida Calouste Gulbenkian, que faz a ligação entre o Campo Grande e Alcântara.

Em causa está um investimento de 17 milhões de euros, dos quais 13,5 milhões correspondem a investimento e o restante à empreitada.

Em Lisboa existem 1.500 quilómetros de ruas pavimentadas.