O portão da Escola Básica Integrada de Fragoso, em Barcelos, apareceu esta segunda-feira fechado a cadeado, em mais uma manifestação de protesto dos alunos contra a falta de um pavilhão desportivo e numa situação que se manteve até cerca das 09:00.

«Há 15 anos que andam a dizer que fazem o pavilhão, mas nada», referia André Ramos, aluno do 9.º ano, citado pela Lusa.

A escola deveria abrir portas às 08:00, mas só isso só aconteceu pelas 09:00, após o diretor da escola ter cortado as correntes do cadeado.

Contactado pela Lusa, o vice-presidente da Câmara de Barcelos, Domingos Pereira, disse que o pavilhão vai ser candidatado ao Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN), «logo que existam avisos de candidaturas».

«Pensamos que o novo QREN estará disponível muito brevemente e é só isso mesmo que falta para apresentarmos a candidatura do pavilhão de Fragoso», acrescentou.

Disse ainda que o projeto está aprovado e que a obra deverá significar um investimento superior a 600 mil euros.

O pavilhão chegou a estar previsto na parceria público-privada (PPP) Barcelos Futuro, lançada pelo executivo de Fernando Reis (PSD).

Entretanto, a Câmara mudou para o PS e aquela PPP acabaria por ser suspensa, uma decisão justificada pelo atual executivo com os «incomportáveis e inadmissíveis» encargos financeiros que a parceria acarretaria para o Município.