Milhares de pessoas assistiram no Funchal à eclosão do espetáculo de fogo-de-artifício de oito minutos de saudação à entrada do ano de 2015.

Madeirenses e turistas posicionaram-se nos locais mais estratégicos da cidade e arredores para contemplar o fogo-de-artifício que durou oito minutos, subordinado ao tema «Diamante de Luz» e elaborado por uma empresa minhota, que também concebeu a pirotecnia para a passagem de ano na ilha do Porto Santo.

À meia-noite, os apitos dos barcos começaram a soar e o céu da baía do Funchal encheu-se de luz, de estalos de várias cores e de diversos efeitos coreográficos pirotécnicos em simultâneo com os desejos de um feliz ano de 2015 trocados entre milhares de pessoas que assistiam ao maior cartaz turístico da Região Autónoma da Madeira.

O espetáculo pirotécnico foi lançado este ano a partir de 34 postos de fogo-de-artifício - três no mar, oito na orla marítima e 23 ao longo do anfiteatro do Funchal - e foi acompanhado por 10 navios de cruzeiro ancorados ou ao largo da baía funchalense, com mais de 20.000 pessoas em trânsito, entre passageiros e tripulantes.

O «Diamante de Luz» contou com 130.014 disparos, 29.517 quilogramas de fogo-de-artifício e 6.710 quilogramas de pólvora.

Para este espetáculo - que atrai anualmente milhares de turistas à Região e que este ano registou uma ocupação média superior a 90 por cento com a particularidade da maioria dos hotéis de 5 estrelas a roçar ocupações próximas dos 100 por cento - o Governo Regional investiu 1,046 milhões de euros.

No total (iluminações de Natal e espetáculo pirotécnico), o Governo madeirense despendeu em 2014 a verba de 2,5 milhões de euros, como refere a Lusa.