A PSP identificou esta segunda-feira um jovem como suspeito do atropelamento mortal, seguido de fuga, na noite de passagem de ano em Portalegre, e apreendeu a viatura alegadamente envolvida, revelou à agência Lusa fonte policial.

De acordo com a mesma fonte, o suspeito, na casa dos 20 anos e residente no concelho de Portalegre, foi constituído arguido e sujeito à medida de coação de Termo de Identidade e Residência (TIR), ficando a aguardar o desenvolvimento do inquérito em liberdade.

Na sequência do atropelamento por um veículo ligeiro de passageiros, ocorrido cerca das 05:30 de 1 de janeiro, morreu um homem de 42 anos e uma mulher, de 36, ficou ferida, tendo tido alta hospitalar no dia seguinte.

Apesar da identificação do suspeito, já comunicada ao Ministério Público, o inquérito vai continuar para apurar as circunstâncias em que ocorreu o atropelamento do casal, na Avenida George Robinson, zona onde a passagem de ano foi comemorada numa discoteca e numa festa no mercado municipal da cidade.

A autópsia ao cadáver do homem atropelado, alegadamente namorado da mulher que ficou ferida, foi realizada na última sexta-feira, não sendo ainda conhecidos os resultados, referiu a mesma fonte.

Em comunicado enviado à Lusa, o Comando Distrital da PSP de Portalegre indicou que o suspeito foi identificado hoje, pelas 11:30.

De acordo com a PSP, foi apreendida a viatura que terá estado envolvida no atropelamento, a qual irá ser sujeita a uma peritagem.