O pai do Daniel, o menino que esteve desaparecido em janeiro de 2014, na Madeira, foi detido este sábado pela Polícia Judiciária suspeito da prática do crime de violação de uma menor.

Carlos Abreu Sousa foi denunciado por uma jovem de 17 anos, apontando-o como o alegado autor de um crime, cometido a 2 de maio deste ano na piscina da escola da localidade onde o homem, de 28 anos, trabalhava, no âmbito de um programa promovido pelo Instituto de Emprego.

Nessa altura, em declarações a vários órgãos de comunicação social, negou as acusações, mas a PJ tem investigado o caso.

Será ouvido no Tribunal da Comarca da Madeira  na segunda-feira.

Quanto aos dois filhos menores, Daniel e a irmã, que estavam à guarda dos pais, ficarão “temporariamente com familiares”, adiantou à Lusa fonte da PJ, recusando facultar mais informações.

Também a mãe do Daniel, Lídia Freitas, foi acusada pelo Ministério Público, e igualmente em maio deste ano, pela prática dos crimes de rapto e tráfico de pessoas.